Sabactâni – I’m Not in This Fight Alone (2017)

Não deve ser novidade pra ninguém que o Brasil é o lar de excelentes bandas de black metal, como Corubo e Thy Light, mas ainda acho impressionante a quantidade de bandas novas que apareceram nos últimos anos.

Da última leva que ouvi, o Sabactâni me surpreendeu bastante pela gravação bem feita, mas que guarda um resquício daquele som de garagem, com uma produção mais tosca e suja. Fazendo um post-black metal digno, Jefferson Martinho grava todos os instrumentos sozinho, além de ser responsável pelos vocais, tanto o gutural tradicional do estilo quanto o limpo, o que me conquistou no som. Já é difícil ouvir bandas de metal negro que se utilizem de vocais limpos, e quando esses são bem cantados e a voz encaixa na música, temos que comemorar.

“I’m Not in This Fight Alone” é o debut da one-man band amazonense e foi lançado de forma independente no final de Janeiro, contando com oito faixas o disco poderia ser mais longo, mas a qualidade do material compensa os quarenta e poucos minutos de baterias abafadas, riffs incessantes e a “dupla de vocais” guiando as canções. Os destaques ficam para Far Away From Here e Instincts, no início do disco, e Now I Can See, faixa de encerramento.

O disco ainda conta com um cover de Surrender, do Saddest, e uma faixa em conjunto com o Abismika, banda mineira de black metal. Apesar de toda a trooeza do som, a temática é bastante positiva e pessoal, o que não diminui em nada o seu valor.

Segue o álbum, na íntegra: